O show “Chão de Flutuar”, um duo com o pianista paraibano Salomão Soares e a cantora e compositora paulistana Vanessa Moreno, será transmitido pelos canais da entidade no dia 31/03, às 20 horas. Repertório será composto por canções brasileiras em uma apresentação de voz e piano

 

 

A cantora e compositora Vanessa Moreno e o pianista Salomão Soares são as atrações do projeto 40tena Cultural da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto nesta quarta-feira (31/3), às 20 horas. O show “Chão de Flutuar” será transmitido pelo canal do Youtube (FeiraDoLivroRibeirao) e plataforma oficial da entidade (www.fundacaodolivroeleiturarp.com). O repertório promete levar ao público internauta, além da voz e piano, a brasilidade com nuances rítmicas, espontaneidade e improvisação. O projeto é realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, ProAc, Governo Federal e a Lei Aldir Blanc.

 

Segundo a cantora Vanessa Moreno, o show traz clássicos da música brasileira. “Preparamos tudo com muito carinho. São várias canções do nosso disco ‘Chão de Flutuar’ e também algumas novidades que tocamos ao longo do último ano”.

 

Músicas como “Canção do Amanhecer”, de Edu Lobo e Vinicius de Moraes; “Correnteza”, de Tom Jobim e Luiz Bonfá; “Boca de Leão”, de Filó Machado; “Ninho de Vespa”, de Dori Caymmi, são algumas melodias que ganham novas interpretações no show da dupla. Outras canções, que fazem parte do disco, também compõem o repertório, como “Conversando no Bar”, de Milton Nascimento e Fernando Brant; “Quebradeira de coco”, de Roque Ferreira; “Sanfona”, de Egberto Gismonti; “Pedro Brasil”, de Djavan; “Via Crucis”, de Guinga e Edu Kneip; “Xi, de Pirituba a Santo André”, Rafael Alterio e Kleber Albuquerque; “Sanfona Sentida”, de Dominguinhos e Anastácia e “Fica Mal com Deus”, de Geraldo Vandré.

 

 

 

“Esperamos que as pessoas se divirtam assim como nos divertimos tocando juntos. É sempre uma alegria poder criar esse formato de duo, em que há bastante espaço para a criação e a experimentação das sonoridades”, comenta o pianista Salomão Soares. Para o artista, os movimentos artísticos durante a pandemia e isolamento social são de fundamental importância, pois é uma forma de proporcionar um pouco de alegria às pessoas. “Estamos todos sensíveis. A arte é uma ferramenta importante para que possamos nos aproximar de nossas essências e tentarmos sobreviver nesse período de tantas dores, medos e perdas”, destaca. Para Vanessa Moreno, o show será uma forma de conexão com o público. “As pessoas podem sentir abraçadas ao se conectarem com essa música que passa por nós. Foi tudo feito com carinho e cuidado”.

 

 

Sobre os Artistas 

Vanessa Moreno, que em 2017 e 2018 foi vencedora do Prêmio Profissionais da Música na categoria 'Cantora', é natural de São Bernardo do Campo (SP). Iniciou seus estudos musicais aos 15 anos por intermédio do violão. A partir de então, vem construindo uma considerável trajetória como intérprete e compositora, com uma carreira repleta de experiências em diferentes vertentes musicais, sendo reconhecida atualmente como uma das grandes revelações da música brasileira. A cantora tem dois discos lançados com o contrabaixista Fi Maróstica, “Vem Ver (2013) e Cores Vivas - Canções de Gilberto Gil (2016), um CD solo “Em Movimento” e em 2019 lançou “Chão de Flutuar”, em duo com o pianista paraibano Salomão Soares. Vanessa ainda integrou durante quatro anos o trabalho "Saraivada", de Chico Saraiva (Prêmio Visa 2009) ao lado do percussionista Ari Colares. Participou de gravações e shows com artistas da música brasileira, como Gilberto Gil, Roberto Menescal, Rosa Passos, Fabiana Cozza, Chico Pinheiro, Sergio Santos, Swami Jr., Arismar do Espírito Santo, Filó Machado, Zé Pitoco, Nailor Proveta, Mônica Salmaso, Maria Gadú, Tó Brandileone, Criolo, Dani Black, Alexandre Ribeiro, Marcelo Pretto, Toninho Ferragutti, Ellen Oléria, Renato Braz, Mônica Salmaso, entre outros.   Para conhecer mais sobre a artista acesse: www.youtube.com/vanessamoreno .

 

Salomão Soares   é vencedor do Prêmio MIMO Instrumental 2017, finalista do Piano Competition no Festival de Montreux 2017 – Suíça, vencedor do Prêmio Novos Talentos do Festival Savassi 2018. Foi artista convidado para quatro shows no Festival SESC Jazz 2018 - um dos mais renomados festivais de jazz da América Latina, sendo convidado especial de Hermeto Pascoal para o show de encerramento do mesmo evento. Aos 30 anos de idade, Salomão Soares vem se destacando como uma das grandes revelações da nova geração de pianistas brasileiros. Nascido e criado em Cruz do Espírito Santo, interior da Paraíba, e atualmente morando em São Paulo, Salomão é pianista, arranjador e compositor. Já dividiu palco com nomes marcantes da música brasileira como Hermeto Pascoal, Leny Andrade, Toninho Horta, Filó Machado, Hamilton de Holanda, Nenê, Vinicius Dorin, Itiberê Zwarg, Altay Veloso, Arismar do Espírito Santo, Mônica Salmaso, Renato Braz. Em 2018 o pianista lançou seu primeiro CD “Alegria de Matuto” e um disco em duo com o acordeonista Toninho Ferragutti. Em 2019, lançou “Colorido Urbano”, álbum de estreia de Salomão Soares Trio (Selo Blaxtream) e o CD “Chão de Flutuar” duo com a cantora e compositora Vanessa Moreno. Para conhecer, acesse: http://www.salomaosoares.com.br/.

 

 

O projeto 40tena Cultural

O projeto 40tena Cultural, que começou em março de 2020 com uma programação consecutiva, já realizou mais de 100 atividades e interagiu com mais de 40 mil pessoas. O 40tena Cultural, realizado pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, tem como proposta incentivar as pessoas a ficarem em casa durante o período de isolamento social, em virtude da pandemia do coronavírus (Covid-19). Semanalmente, são divulgadas atividades que abrangem desde as transmissões ao vivo com artistas e convidados até contação de histórias para crianças, shows, dicas e discussões de livros. Para acompanhar a programação semanal, basta acessar as redes sociais da Fundação do Livro e Leitura:

Instagram (@fundacaolivrorp)
Facebook (facebook.com/FundacaodoLivroeLeituraRP)
Linkedin (fundacaolivrorp)
Twitter (@FundacaoLivroRP)
Youtube (FeiraDoLivroRibeirao)
Plataforma www.fundacaodolivroeleiturarp.com

 

 

Sobre a Fundação

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país. Em 2020, a Feira tornou-se internacional e entraria na 20ª edição. Por isso, recebeu recentemente nova identidade, apresentando-se como FIL (Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto), mas sua realização foi remarcada para agosto de 2021, devido à pandemia do novo Coronavírus.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e agora internacional, ao longo de seus 20 anos, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura, com calendário de atividades durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do ProAc.

 

Malbec Bleu foi criada por Alberto Morillas, perfumista espanhol responsável por desenvolver mais de 250 perfumes de marcas internacionais 

 

Alberto Morilas

 

 

A marca mais vendida* da perfumaria masculina brasileira estreia uma nova versão, criada por um dos maiores perfumistas do planeta. Malbec Bleu, nova fragrância do Boticário, combina força e sensualidade, com um frescor inesperado para um Malbec. O resultado é uma fragrância intensa e marcante, de excelente performance e que tem a assinatura de Alberto Morillas, perfumista espanhol responsável pela criação de mais de 250 perfumes de marcas internacionais nos últimos 20 anos. 

 

“Malbec Bleu é fragrância que representa o mar trazendo um frescor de muita personalidade. O grande desafio desse projeto foi trazer um frescor marcante e moderno para o coração amadeirado da marca. Trabalhamos com o contraste das notas amadeiradas com as notas aquáticas da molécula AQUOZONE®, ressaltando uma tonalidade mineral e uma assinatura de força totalmente inovadora”, celebra Morillas, ao relembrar que foram produzidos inúmeros ensaios antes de chegar ao resultado final. 

 

A fragrância mais refrescante da linha Malbec – sucesso de vendas há 17 anos – é resultado da alquimia entre notas amadeiradas do Sândalo e do Musgo de Carvalho com notas marinhas Aquozone®, uma molécula sintética que garante um frescor aquático potente e notas minerais muito modernas – trazendo toda a sinestesia da cor azul. 

 

Malbec Bleu oferece frescor com muita personalidade e torna-se uma nova forma de atração. Com o lançamento, Malbec entra no território da família olfativa Fougère Fresco, sem perder a potência e a sofisticação características da marca. 

 

Compromisso com o meio ambiente 

Além de um olfativo surpreendente e inédito, Malbec Bleu tem ainda diferentes atributos de sustentabilidade. A fragrância atinge excelentes resultados no Ecoscent Compass, ferramenta desenvolvida pela Firmenich, projetada para medir a sustentabilidade de suas produções, visando promover impacto positivo no meio ambiente e social. 

 

Malbec Bleu possui ingredientes extraordinários que, por muitas vezes, são desperdiçados no processo de produção. Para evitar esta perda, Bleu é feito com o exclusivo POLYSANTOL®, uma matéria-prima única, resultado da cadeia circular que reutiliza a sobra das madeiras usadas na indústria de papel, e seriam inutilizadas, e a transforma em uma substância amadeirada rica e potente. 

 

Outros componentes são cultivados por diversas comunidades ao redor do mundo – como Ylang de Comoros, a Lavandin da França e o Patchouli da Indonésia. Por meio do programa Naturals Together, que aumenta a rastreabilidade e a sustentabilidade da cadeia de abastecimento, é possível acompanhar a contribuição na melhoria da vida de mais de 4 mil agricultores por meio do aumento da renda, construção de escolas e implementação de sistema de saúde. 

 

A produção de Malbec Bleu conta ainda com o Ecoálcool, feito a partir do bagaço da cana e outros resíduos de biomassa, que antes eram queimados ou descartados. Este processo também garante a redução na pegada de carbono em mais de 30% em relação ao álcool tradicional. A tecnologia para essa produção foi desenvolvida pela Raizen e o Grupo Boticário é o primeiro da indústria de cosméticos nacional a utilizar o EcoÁlcool em 100% de sua produção de perfumaria. 

 

*Fonte: Euromonitor International Limited; Passport Beleza e Cuidados Pessoais, edição 2020, Malbec por nome local da marca; Vendas Totais no Varejo; dados de 2019. 

Com um novo consultório recém inaugurado na cidade de Ribeirão Preto, o especialista em Harmonização Facial Dr. Diogo Branco comenta os procedimentos que estão em alta no momento.

 

Um deles é a lipoaspiração de papada, um procedimento cirúrgico feito no próprio consultorio, sem necessidade de internação. Indicada para quem sofre com aquela gordura na região do pescoço, conhecida popularmente como papada ou "queixo duplo".

 

Segundo Diogo Branco, o procedimento é rápido, pouco invasivo e indolor. "Aplicamos anestésico no local para que seja o mais confortável possível ao paciente. O legal desse procedimento é que vemos a gordura saindo, sendo aspirada pela bomba que faz a aspiração. Ou seja, ela é 100% efetiva, diferente de outros procedimentos como a lipoaspiração enzimática, onde injeta-se enzimas que ajudam na remoção da gordura."

 

Outra tendência em seu consultório é a Otoplastia não-cirurgica, que é a correção das "orelhas de abano" de forma definitiva e sem necessidade de uma cirurgia. "Essa técnica é surpreendente, pois traz ótimos resultados para um problema que antes só poderia ser solucionado com uma cirurgia plástica."

 

Para conhecer estes e outros tratamentos, entre em contato com o Dr. Diogo Branco, que atende em Ribeirão Preto e também em São Paulo. Instagram @drdiogobranco