A 6ª edição da Corrida/Caminhada Outubro Rosa deve reunir cerca de 1.800 participantes em uma atividade que integra esporte, prevenção e conscientização sobre o câncer de mama, no dia 06 de outubro, no Shopping Iguatemi Ribeirão Preto.

O evento tem como opções as categorias 3 quilômetros de caminhada e 5 quilômetros de corrida.

A Corrida/Caminhada Outubro Rosa tem como proposta alertar sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Desde 2018, o evento faz parte do calendário oficial de Ribeirão Preto.

 

 Largada e chegada da Corrida/Caminhada Outubro Rosa acontece no Shopping Iguatemi Ribeirão Preto. Crédito: Rafael Cautella

 

 


Prevenção

De acordo com a médica Cristiane Mendes, oncologista do InORP, além da conscientização, o evento estimula a prática de atividades físicas despertando o interesse pela corrida e caminhada.

"A atividade física é uma das melhores formas de prevenir o câncer de mama. Estudos mostram que mulheres que praticam exercícios regularmente têm quase 30% a menos de risco de desenvolver a doença, em comparação com as sedentárias, já que tende a se alimentar melhor, ter menos estresse, manter o peso sob controle e evitar hábitos ruins como fumar e beber", diz Cristiane.

Um estudo da American Cancer Society (Sociedade Norte-Americana contra o Câncer), com sede nos Estados Unidos, aponta que realizar cerca de 30 minutos de atividade aeróbica (corrida, caminhada, bicicleta ou natação) por dia, de três a cinco vezes por semana, já surte ótimos benefícios na prevenção de tumores.

Segundo o educador físico Rafael Zimak, da Bodytech do Shopping Iguatemi Ribeirão Preto, a atividade física regular auxilia na prevenção do câncer porque tem influência direta sobre diversos sistemas fisiológicos do corpo e os regula de maneira positiva, gerando condições ideais que diminuem consideravelmente a incidência em grupos ativos.

"Os benefícios da atividade física são rápidos, mas para ter um melhor aproveitamento é importante que um profissional faça uma avaliação física e o planejamento dos exercícios.", diz Zimak.

A 6ª edição da Corrida/Caminhada Outubro Rosa é realizada pelo InORP, que faz parte do Grupo Oncoclínicas, e pela ARS Eventos e Consultoria Esportiva. Mais informações: outubrorosa.net.br/.

Evento aberto ao público acontece no pátio da fábrica da Cervejaria e tem lançamento de cerveja sazonal

 

 

No dia 5 de outubro, das 14 às 21 horas, acontece mais uma edição do Knock Down com a temática de Halloween na Cervejaria Invicta. Com entrada gratuita, o tradicional evento acontece dentro da fábrica e marca o lançamento da cerveja sazonal “Invicta Pumpking”.

 

 

“A receita da Pumpking leva abóbora e especiarias e já é uma das mais pedidas pelos nossos clientes”, comenta o mestre cervejeiro e diretor da cervejaria, Rodrigo Silveira. Além de vários sabores de chope, a comida ficará por conta dos food trucks “Invicta Truck” com as deliciosas coxinhas; Amado BBQ e Santa Cruz. Já o som será comandado por Thiago Neves Acústico e pela Banda 33, que tocarão muito rock e pop rock.

 

 

O Knock Down já está no calendário entre os eventos cervejeiros mais aguardados da cidade e recebe cerca de 1500 pessoas em cada edição. “É uma grande festa, um evento que foi criado para fomentar a cultura cervejeira em Ribeirão Preto e na região. Abrimos o pátio da nossa fábrica para receber um público diverso e alto astral com nossas cervejas On Tap a preços acessíveis”, conclui.

 

O Knock Down será no dia 5 de outubro, das 14h às 21h, na Avenida do Café, n° 1881 em Ribeirão Preto (SP). Mais informações podem ser obtidas na página facebook.com/cervejariainvicta, no perfil instagram.com/cervejariainvicta ou pelo número (16) 3963.1211.

Entre as novidades desta edição está o menu Burger Gourmet

 

 

O festival gastronômico mais saboroso do Brasil está de volta a Ribeirão Preto e com novidades. A 9ª edição do festival acontece de 11 de outubro a 3 de novembro simultaneamente com Campinas, São Paulo e Baixada Santista, integrando a programação da SP Gastronomia, o maior programa gastronômico do país.

Nesta edição foi criada a categoria Burger Gourmet, que movimentará além dos restaurantes, as hamburguerias da cidade. O menu do Burger Gourmet será composto por duas opções de hamburger + acompanhamento e custará R$ 32,00.

A Restaurant Week oferece menus completos criados exclusivamente para o festival com preço fixo. O valor no almoço é de R$ 43,90 + R$ 1 de doação para entidade assistencial (total R$ 44,90) no almoço e R$ 54,90 + R$ 1 de doação (total R$ 55,90) no jantar, mesmos valores da edição passada. Os restaurantes e menus estarão disponíveis em breve no site do festival www.restaurantweek.com.br.

Restaurant Week- O festival surgiu na década de 1990, em Nova York (EUA). No Brasil, o empresário Fernando Reis Jr, amante da gastronomia, trouxe o festival em 2007. Mais de 5.000 restaurantes já participaram do evento. Em Ribeirão Preto, o festival aconteceu pela primeira vez em 2013.

Depois de três livros bem-sucedidos, tanto em público quanto em crítica, Matheus Arcaro publica seus poemas. Obra será lançada no dia 19 de setembro em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

 

 

 

Um clitóris encostado na eternidade, de Matheus Arcaro, será lançado no dia 19 de setembro na Casa Vil’Arte, em Ribeirão Preto (SP). O autor, que já tem publicados dois livros de contos Violeta velha e outras flores e Amortalha e um romance O lado imóvel do tempo experimenta, pela primeira vez, a poesia

 

Apesar de mergulhar no novo gênero literário, Matheus Arcaro sempre afirmou que não se considera poeta, mas prosador. “De qualquer modo, são anos de lapidação dos poemas, alguns que já existiam muito antes do lançamento do meu primeiro livro, em 2014”, comenta.

 

Ao contrário do que muitos leitores imaginam, o escritor considera a criação poética bem mais difícil que a prosa. “Na poesia, geralmente não há um enredo que sustente o texto. A poesia é a linguagem em estado febril e, talvez por isso, ela seja a mais útil das artes. Útil não no sentido usual, já que a poesia vale por si, mas no sentido de excitar no humano seus estados interiores mais profundos”, complementa Arcaro.

 

Como aconteceu com outros três livros do autor, este também é uma produção da Patuá, editora paulistana que vem recebendo vários prêmios em âmbito nacional.

 

A obra traz 48 poemas, divididos em sete seções temáticas, cujos títulos são, no mínimo, intrigantes: “no confessionário ou no umbigo de deus” e “na ágora de agora ou na falta dela” são dois exemplos. Cada seção tem a ilustração do artista Ubirajara Junior.

 

Com referência ao título do livro, uma pergunta que Arcaro tem recebido com frequência: por que “um clitóris encostado na eternidade”? A epígrafe, retirada de uma obra inventada pelo autor, pode ser um indício. “É na arte, em especial na poesia, que sagrado e profano se costuram”.

 

O autor explica que o título, na verdade, era um poema de um único verso do livro: “fazer poesia é encostar um clitóris na eternidade”. Para ele, é na poesia que se goza o encontro entre efêmero e duradouro, entre ser e devir, entre uno e múltiplo. A poesia é a ponte entre o orgasmo sensível e o intelectual. É a objetivação do que é subjetivo, como escreve Manoel Herzog na orelha da obra: “o clitóris encostado na eternidade é o próprio poeta, antena de sensibilidade que não foge às experiências do mundo tal e qual se apresentam. Frente à eternidade, o intelectual, o cientista, o observador, todos se concentram na figura única do poeta, ao fim e ao cabo”

 

Quem é o autor

Matheus Arcaro é mestrando em Filosofia contemporânea pela Unicamp. Pós-graduado em História da Arte. Graduado em Filosofia e também em Comunicação Social. É professor, artista plástico, palestrante e escritor, autor do romance O lado imóvel do tempo (Ed. Patuá, 2016) e dos livros de contos Violeta velha e outras flores (Ed. Patuá, 2014) e Amortalha (Ed. Patuá, 2017). Também colabora com artigos para vários portais e revistas.

 

 

 

Serviço

Lançamento do livro “um clitóris encostado na eternidade”, poesia.
Autor: Matheus Arcaro
Data: 19 de setembro
Local: Casa Vil’Arte (Rua Floriano Peixoto, 1396. Ribeirão Preto – SP)
Horário: 19h

 

Trecho da orelha, escrita por Manoel Herzog

Para um homem que já se lançou com proficiência notável à pintura, à filosofia, ao magistério, à literatura em prosa, seja no romance ou nos contos muito bem urdidos, a poesia, máximo que a expressão humana pode alcançar, era o estágio que inevitavelmente coroaria um trabalho que vem, não diria num crescendo, pois é como se, atemporal, nascesse maduro, mas numa constância, e muda de forma sem que se lhe altere a essência.

Nos capítulos deste Clitóris úmido e lancinante, que reverbera a dor do mundo (a tal “dor e delícia de ser o que se é” de que nos fala  Caetano), pode o leitor navegar por aspectos da psicologia, da poesia, da metalinguagem, e também da condição política, pois Matheus é mais que tudo alma sensível às mazelas que derroem um país assolado pelo fascismo e pela ignorância. Bálsamo contra a insensibilidade e a rudeza que grassam nos dias de hoje, a leitura da obra de Matheus Arcaro é necessária pra se continuar vivendo.

 

Um poema do livro:

 

Não ferem os amantes

as frestas

entre as frases.

 

Na língua em repouso

o desejo se dilata

até tocar o indizível.

 

A ausência das palavras

é palco dos olhos,

dos hálitos,

dos hábitos despidos.

 

Peles, pelos e peitos

entrelaçados,

bêbados de presente.

 

Um espetáculo

em que as proposições

são espectadoras

e aplaudem atônitas

a eloquência dos corpos.

 

17 set/19

 

A Cia. Minaz estreia no próximo dia 28 de setembro a montagem de “O Diletante”, ópera de João Guilherme Ripper. Baseada na comédia homônima de Martins Pena (1815-1848), “O Diletante  faz uma homenagem bem-humorada ao mundo e aos amantes da ópera. Mantendo a estrutura e o espírito do texto de Martins Pena, João Guilherme Ripper adaptou a peça para a Copacabana dos anos 50.

 

 O cenário é a sala do apartamento de Quintino, rico comerciante italiano, que alimenta uma paixão desmedida por La Traviata, de Verdi. Seu maior desejo é fazer com que toda sua família compartilhe de seu gosto pela música italiana, solicitando o tempo inteiro que sua filha, Josefina, e sua esposa, Merenciana, cantem trechos da obra com ele. Além dissoQuintino deseja encontrar um marido para a filha que seja tenor e possa interpretar a parte de Alfredo no dueto do Brindisi. 

 

 A montagem terá como regente o maestro Abel Rocha, direção cênica de André Cruz, cenários e figurinos assinados por Ivo Rinhel D’Acol. No elenco: Pedro Vianna como Quintino, Isabela Mestriner no papel de Merenciana, Mariana Cunha como Josefina, Luis Felipe Sousa como Gaudêncio, Rafael Stein como Marcelo e Gabriela Momesso como Constança. Também integram o espetáculo Coral e Orquestra da Cia. Minaz.

O espetáculo será apresentado às 20h30 do dia 28 de setembro e às 19 horas do dia 29, no Teatro Minaz (Rua Carlos Chagas, 273 – JD. Paulista – Ribeirão Preto-SP). Os ingressos estão disponíveis para compra na Cia Minaz (Rua Carlos Chagas, 259 – JD. Paulista – Ribeirão Preto-SP) e custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia/antecipado).

 

  

Serviço
O Diletante
Dia: 28 de setembro de 2019
Horário: 2030

Dia: 29 de setembro de 2019

Horário: 19 horas
Local: Teatro Minaz (Rua Carlos Chagas, 273 – Jd. Paulista – Ribeirão Preto)
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meio/antecipada)

 

O compositor:

 João Guilherme Ripper é compositor, gestor cultural e professor da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Formou-se em Composição e cursou Mestrado sob a orientação de Henrique Morelenbaum e Ronaldo Mi- randa. Obteve seu Doutorado em Composição na The Catholic University of America, em Washington D.C. onde estudou com o compositor Helmut Braun- lich e a musicóloga argentina Emma Garmendia. Frequentou o Curso de Per- feccionamiento en Dirección Orquestal na Argentina ministrado pelo Maestro Guillermo Scarabino, e Économie et Financement de la Culture, na Université Paris-Dauphine. Dirigiu a Escola de Música da UFRJ entre 1999 e 2003 e a Sala Cecília Meireles entre 2004 e 2015, empreendendo uma ampla reforma. Em 2015, foi nomeado Presidente da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro, cargo que ocupou até o início de 2017. Ripper é o atual Presidente da Academia Brasileira de Música.

 

Colabora frequentemente com orquestras, teatros e festivais no Brasil e exterior criando novas obras e atuando como compositor residente. Entre os concertos realizados em 2018 destacam-se a estreia da “Suíte sinfônica da ópera Piedade” com a Orquestra Petrobras Sinfônica no Theatro Municipal do Rio de Janeiro; a sinfonia “Jogos Sinfônicos” com a Orquestra Blas Galindo no México; o “Concertino para oboé e fagote” com a Filarmônica de Minas Gerais; a estreia da cantata “Icamiabas” no Festival Internacional de Música de Belém do Pará; a estreia de “Fantasia Tarumã”, dedicada ao pianista Jean Louis Steuerman, com a Filarmônica de Goiás; a estreia da ópera “Kawah Ijen” no Festival Amazonas de Ópera no Teatro Amazonas; a ópera “Piedade” em forma de concerto no Theatro Municipal de São Paulo. “Piedade” também foi encenada nas temporadas 2017 e 2018 da série Ópera de Câmara do Teatro Colón de Buenos Aires. A mini-ópera “Domitila” recebeu produções este ano em Vi- tória e nas cidades de Alcobaça e Castelo Branco, Portugal, enquanto a ópera cômica “O Diletante” foi apresentada no Teatro Carlos Gomes de Vitória. Suas obras “Duplum - concerto para dois violoncelos e orquestra” e “Improviso para violino e orquestra” foram gravados recentemente pela Orquestra Acadêmica de Córdoba e pela Orquestra Sinfônica de Porto Alegre.

 

 

Sobre a Cia. Minaz: Criada em 1990 por Gisele Ganade e Ivo Rinhel D’Acol em Campinas com o intuito de formar público e novos profissionais para a música vocal e para a ópera em cidades de interior, a Cia. Minaz teve sua estreia com a montagem da Ópera Bufa La Serva Padrona” de Pergolesi apresentando-se em Ribeirão Preto, Americana, Piracicaba, Campinas e Araraquara. No ano seguinte conquistou o “Prêmio Estímulo” da Secretaria Municipal de Cultura de Campinas com seu projeto de montagem da ópera A Flauta Mágica” de Mozart que previa, além da montagem completa, a realização de um espetáculo direcionado a crianças.

 

Sediada desde 1992 em Ribeirão Preto, a Cia. Minaz iniciou uma grande escola de canto onde crianças e jovens desenvolvem técnica e conhecimentos musicais sendo preparados para a formação universitária e para a vida profissional. São mantidos atualmente na Companhia, além de solistas e bolsistas de canto, dois corais infantis com 60 vozes cada, dois corais juvenis com 60 vozes cada, um coro lírico adulto com 70 vozes, um coro popular adulto com 70 vozes e um Madrigal com 20 vozes.

 

Os Corais e solistas da Cia. Minaz têm realizado concertos mantendo um vasto repertório tendo sido regidos por maestros como Abel Rocha, Roberto Minczuck, Claudio Cruz, Túlio Colacioppo, Norton Morozowicz, Victor Hugo Toro, Luiz Gustavo Petri, Mítia D’Acol entre outros. Têm em seu repertório montagens de óperas como A Flauta Mágica, Cavalleria Rusticana, Pagliacci, La Traviata, Elixir do Amor, Dido e Aeneas, Acis e Galatea, O Telefone, Basculho de Chaminé, Gianni Schicchi, Il Campanello, La Traviata, Trouble in Tahiti, espetáculos de ópera estúdio como “Barbeiro de Sevilha”CarmenA Flauta MágicaDon Giovanni” “Bodas de Fígaro.

 

Sua encenação da Cantata Carmina Burana de Orff, estreada em 2005 foi apresentada em anos consecutivos e transmitida por várias vezes pelo programa da TV SENADO “Quem tem medo de Música Clássica”. Produziu também musicais como a “Ópera do Malandro” de Chico Buarque, Hair, a Ópera Rock “Jesus Christo Superstar”, West Side Story, South Pacific e o festival Minaz Rock com repertório das bandas Beatles e Queen para coral e banda além dos shows Mamma Mia, Jovem Guarda, Tenores e Viola Enluarada.

 

Tem também em seu repertório diversos concertos e montagens realizadas com orquestras sinfônicas de Ribeirão Preto, Campinas, Americana, Franca, Santo André como Requiem, Missa da Coroação, Missa Brevis em D, Exultate Jubilate de Mozart, Missa em G de Schubert, Stabat Mater de Rossini, Chorus 10 de Villa Lobos entre outros.

A Cia. Minaz, com projeto aprovado pelo ProAC (Programa de Ação Cultural) do Governo do Estado de São Paulo para captação de recursos através do ICMS, inaugurou em 2009 o Teatro Minaz, onde acontecem desde então suas temporadas de óperas, de óperas estúdio, musicais, cursos, palestras e concertos e por onde circulam projetos como a série “Movimento Violão”, e diversos espetáculos em parceria com o SESC Ribeirão como Ballet Stagium, Festival Indie de Cinema, as séries “Resumo da Ópera” (palestras mensais sobre a história da ópera) e “Ópera e Outros Cantos” (Concertos e workshops com cantores líricos do Brasil e exterior).

 

 Em 2013 e 2014 e 2016 realizou seus primeiros festivais de ópera com montagens de óperas e ópera estúdio, oficinas e concertos com cantores nacionais e internacionais convidados.

Realiza em meio à sua temporada desde 2016 o Circuito Cultural SICOOBCOCRED apresentando espetáculos diversos de seu repertório em cidades do interior paulista e “Projeto Cantar” para crianças nas cidades de Sertãozinho, Viradouro e em Ribeirão Preto na instituição social Casa das Mangueiras. O Projeto Cantar através do PROAC desenvolve as oficinas de Canto Coral em duas instituições de Jardinópolis e em Cravinhos.

 

A Cia. Minaz foi Ponto de Cultura através de convênio com Governo Federal e Municipal de 2010 a 2012, respondeu pela curadoria musical do Auditório Claudio Santoro em Campos do Jordão em 2014 e 2015. Mantém suas temporadas através de projetos do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC) e Lei Rouanet (PRONAC) tendo vencido editais com montagens de ópera para crianças e gravação de CD.

Projeto do cantor sertanejo, com a participação de convidados, acontece no dia 11 de outubro, no Parque Permanente de Exposições

 

 

 

 

Uma mistura de releituras de canções que marcaram a carreira de Gusttavo Lima até sucessos mais recentes como "Zé da Recaída", "Apelido Carinhoso", "Cem Mil" (música mais tocada nas rádios durante o primeiro semestre de 2019), "Milu" e "Online": este é o diferencial do projeto "Buteco Ribeirão e convidados", que acontecerá pela primeira vez na cidade no dia 11 de outubro, no Parque Permanente de Exposições. A abertura do portão está confirmada para 22h.  

Além de Gusttavo Lima, o palco do "Buteco" também receberá artistas convidados, que serão anunciados nos próximos dias. O evento conta com três setores nomeados com clássicos do cantor como: Área VIP Zé da Recaída, Front Stage Apelido Carinhoso e o Camarote O Embaixador. Estes dois últimos são open bar e com entrada exclusiva de maiores de 18 anos.

 

Os ingressos já estão a venda e podem ser adquiridos pela internet (www.ticmix.com.br) ou em pontos de vendas físicos em Ribeirão Preto, Sertãozinho, Cravinhos e Serrana. Os endereços podem ser consultados no site Ticmix.

"O público de Ribeirão e região pode se preparar para um show cheio de clássicos do sertanejo romântico, raiz e modão", destaca Gusttavo Lima.  

 

Os dois últimos singles do cantor "Milu" e "Online" somam juntos mais de 110 milhões de visualizações no Youtube. Gusttavo Lima foi o único cantor a ser o "Embaixador" da Festa do Peão de Barretos por dois anos consecutivos (2017 e 2018), batendo recorde ao cantar por aproximadamente seis horas em um de seus shows na arena do evento barretense.   

 

Serviço Buteco Gusttavo Lima em Ribeirão Preto

Data: 11 de outubro de 2019 | Abertura dos portões: 22h

Local: Parque Permanente de Exposições de Ribeirão Preto - Av. Orestes Lopes de Camargo, 350 - Jardim Jóquei Clube.

Áreas: VIP Zé da Recaída | Front Stage Apelido Carinhoso (open bar) | Camarote O Embaixador (open bar).

 

Vendas de Ingressos:

Online: www.ticmix.com.br

Pontos Físicos:  

Ribeirão Preto: Chapelaria Garcia (Mercado Municipal – Centro)  | Loja R&K Jeans (Calçadão – Centro de RP) | Loja La Muse ZER AH.P (Boulevard)

Sertãozinho: Jocko's (Centro)

Cravinhos: Transe Boutique (Centro)

Serrana: Digital Shop (Centro)