Música

24 jun/21

Floresthá lança "Teto Azul"

postado por Diogo Branco

 

Floresthá é artista ribeirão-pretana que mistura a música e a performance como ferramentas de expressão. Seu primeiro Ep. intitulado "HABITAT" está sendo lançado no decorrer de 2021 através de singles e videoclipes que dão vida a esta obra formatada desde 2018. Nele, cinco músicas revelarão através das letras e arranjos, uma pesquisa de texturas e camadas da música eletrônica brasileira que busquem potencializar a essência do "habitar", realçando as várias leituras que essa palavra possa sugerir, dentre elas o seu significado metafórico de pertencimento, lar e segurança para ser quem se é.

 

 

Seu primeiro single: "O Que Não Cabe" estreou com videoclipe em abril e conta com uma atuação digna de estreia, com matérias por todo o país e exterior. Agora em junho Floresthá lançará a segunda faixa do EP. chamada "Teto Azul". Vale destacar que essa obra - uma das mais recentes da compositora - foi composta por Floresthá já durante a pandemia. Sua composição aconteceu de forma inusitada: a artista propôs criar uma música mostrando o processo nas redes sociais e abrindo para que seus ouvintes contribuíssem criativamente, inspirando através de frases, ideias e elementos.

 

A temática que fala da capacidade humana em regenerar-se, veio da própria compositora que buscou
investigar através da produção eletrônica, uma atmosfera forte e ao mesmo tempo leve, como um resgate positivo meio ao caos instalado pela covid 19 e pela crise financeira e política no país.

 

A produtora busca unir em seu trabalho, gêneros da música eletrônica como o pop, indie-eletrônico e brazilian trip hop com pitadas de uma dramaturgia sonora a fim da convergência de linguagens artísticas - e assim, aproximar seu público de uma experiência sonora e visual. O contraponto trazido pela densidade das letras, pelos samples e pelas timbragens sintetizadas, investiga simbologias que representem o paradoxo do natural e do tecnológico, da humanidade e das máquinas, do selvagem e do urbano, do sagrado e do profano.

 

 

SOBRE A ARTISTA

Floresthá é uma artista independente, nascida e residente em Ribeirão Preto - SP, que atua como produtora cultural há mais de 10 anos, trabalhando diretamente com criações artísticas e formação no âmbito da música, teatro e circo. Graduada em Artes Cênicas e técnica em Música, viu na paixão em diversas linguagens uma oportunidade de potencializar suas produções. Cria e produz trilhas-sonoras para espetáculos cênicos, audiovisuais e em alguns projetos realiza essa execucão ao vivo. Durante boa parte de sua carreira dedicou seus conhecimentos musicais para o teatro. Em 2017 lançou-se a participar de projetos musicais em bares, feiras, festivais e, neste período, também começou a trabalhar em suas composições particulares rascunhadas desde 2009. No decorrer dos próximos anos, encorajada por coletivos que promovem a música autoral e a visibilidade da mulher no meio musical (entre eles destaca-se o "Sonora - Festival Internacional de compositoras"), a artista pôde passar por um período intenso de experimentações e estudos na área da produção musical eletrônica que possibilitaram a busca de uma identidade e, assim, impulsionar o planejamento do tão sonhado EP "HABITAT"

09 jun/21

LANÇAMENTO: ANDDRE MAFRA - III

postado por Beatriz Oliveira

“III” é o terceiro EP autoral de Anddre Mafra que será lançado no dia 20/6 pelo Spotify e demais plataformas de streaming. Abordando temas como saudade, medo e ansiedade, sendo o segundo trabalho produzido e lançado pelo próprio artista, de sua casa, durante a pandemia, em menos de 1 ano. No início do ano de 2021, contou também com a publicação de um curta-metragem em seu canal oficial do Youtube, produzido pela produtora Carol Borges e QUASQUE filmes, com apoio da Lei Emergencial de Cultura Aldir Blanc, contendo parte das novas músicas como trilha sonora.
 


"Basicamente esse novo trabalho é um reflexo de todas as coisas difíceis que continuamos vivendo. Sua elaboração começou muito antes, enquanto compus a trilha do que viria a ser o curta “III EP visual”; o que na verdade era apenas uma música instrumental se desdobrou em mais 5 canções onde falo sobre meu isolamento, a perda de pessoas próximas, problemas relacionados ao medo, ansiedade e a esperança tão necessária pra nós. Tive a ideia de nomear o título de cada canção com um caractere, deixando livre a interpretação mas também fazendo uma conexão 'visual' com as temáticas de cada letra. Apesar de ter sido um trabalho muito mais 'pensado' durante sua elaboração acabou sendo um dos mais íntimos que já fiz. Acabei misturando letras em português com inglês, além de poesia, coisas que escrevo geralmente. E fico feliz em poder contar com ele como mais uma produção independente minha. Novamente, eu espero que as pessoas gostem e que possam se identificar com este projeto."
 
 

 

12 abr/21

Floresthá lança "o que não cabe''

postado por Diogo Branco

Floresthá é mulher de coração-semente que se descobre floresta. Às vezes densa, às vezes leve, cultiva a música e a performance como ferramentas em sua identidade visual.

 


Seu primeiro lançamento, o single de “O que não cabe”, estreará como abertura para o Ep. “HABITAT”. Nele, cinco músicas que serão lançadas ao longo de 2021, revelam através das letras, arranjos e show, uma pesquisa de texturas e cores que potencializam a essência do habitar, buscando realçar tanto seu significado literal, quanto o seu significado metafórico de pertencimento, lar, segurança para ser quem se é. A partir da produção musical e da Live Performance e influenciada, ainda, por sua vivência nas artes cênicas, Floresthá busca unir trilha sonora e indie- eletrônico a fim de aproximar suas composições a uma dramaturgia sonora eseu show a uma experiência cênica. O contraponto trazido pela densidade das letras, pelos samples e pelas timbragens sintetizadas, investiga simbologias que representem o paradoxo do ancestral e do contemporâneo, da humanidade e das máquinas, do selvagem e do urbano, do sagrado e do profano.

 


A estreia de “O Que Não Cabe” virá com um videoclipe e estará disponível em todas as plataformas no dia 16/4.
Para acompanhar esse lançamento e conhecer mais, acesse o link na bio da artista no instagram @_florestha, faça o pré-save ou siga nas redes!

 

REDES E STREAMINGS


Instagram: https://www.instagram.com/_florestha/
Facebook: https://www.facebook.com/floresthamusic
Youtube: https://www.youtube.com/florestha

 

PRÉ- SAVE
https://tratore.ffm.to/oquenaocabe

 Inscrições para atividades formativas do 1º FestMAO foram prorrogadas

 

 

As inscrições para as atividades formativas do 1º FestMAO (Festival de Música e Arte Online), foram prorrogadas até dia 16/04, devido a adequação de todo festival ao “Plano São Paulo”, de combate ao Covid-19. 

 

Produzido pelos artistas Allê Trajan e Carol Capacle, o FestMAO nasceu a partir da necessidade de se reinventar diante do cenário pandêmico e tem como objetivo fomentar a cena e os projetos de música autoral locais e regionais, os artistas independentes em geral.  

 

A programação das atividades contempla um workshop, um masterclass e três rodas de conversa, apresentando conteúdos de grande relevância, comandados por profissionais gabaritados em cada área. (Confira abaixo o tema de cada um delas e os convidados)  

 

As vagas para participar das atividades, tendo acesso e possibilidade de interação na sala Zoom com os convidados, são limitadas. Para participar basta se inscrever gratuitamente no site do festival (www.festmao.com.br). O FestMAO quer a participação de todos em sua programação. Então, pensando nisso, todas as atividades formativas terão intérpretes de libras e terão transmissão em tempo real no canal do YouTube “Palco FestMAO”.  

 

Programação atividades formativas  1º FestMAO:

 – RODA DE CONVERSA: “Identidade e produção de conteúdo - o marketing digital para artistas” - com Cesar Santos, Cami Vincci e Laura Brunello 

 

– RODA DE CONVERSA: “Os artistas e a pandemia: reflexões e partilhas” – com Isadora Benedetti, Pris Lo e Matheus Arcaro 

 

– RODA DE CONVERSA: “Elaboração e execução de projetos culturais” - com Flavio Racy, Jacque Falcheti e Paulo Capelozza 

 

– MASTERCLASS: “Empreendedorismo e Gestão de Negócios no Mercado Musical” – com Erick Krulikowski 

 

– WORKSHOP: “Os descaminhos da composição” – com Celso Monari  

 

O FestMAO é um Projeto financiado com recursos da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, através do PROAC - Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo. 

 

 

 

29 jan/21

 

No dia 07/02 (domingo)  vai ao ar “ANDDRE MAFRA - III | EP VISUAL”, um projeto do compositor Anddre Mafra elaborado com a produtora Carol Borges em parceria com a Fundação Cultural de Uberaba(MG) através de incentivo da Lei Emergencial de Cultura Aldir Blanc.

 

 

O projeto contou com a produção, direção e edição da produtora Carol Borges, assistência de produção e câmera de Hugo de Brito e assistência de produção por Fernanda Tormin. Seu lançamento conta com imagens da cidade de Uberaba (MG) e arredores, sintetizando canções do próximo álbum de Anddre, com data prevista para Junho de 2021.

 

E estará disponível pelo canal do artista a partir do dia 7/2:

 

www.youtube.com/anddremafra

               

 

Para mais informações: https://linktr.ee/anddremafra

Os eventos, que serão transmitidos pelo canal da instituição no Youtube, acontecem na quinta-feira (17/12) e na sexta-feira (18/12), a partir das 15 horas, abordando diferentes momentos da história da música de maneira lúdica e descontraída

 

A Instituição Aparecido Savegnago promove uma série de palestras de apreciação musical para inserir o público no universo dos grandes concertos. A atividade, que terá transmissão pelo canal da instituição no Youtube, apresenta diferentes momentos da história da música de maneira lúdica e descontraída.

 

De acordo com Lucas Galon, diretor artístico da Instituição Aparecido Savegnago e responsável pelo roteiro e apresentação das palestras, a proposta é possibilitar a participação de quem faz estudos na área musical e de quem não possui o conhecimento técnico, mas admira esse universo.

 

"As palestras são direcionadas para pais e filhos porque têm conteúdo sobre músicas específicas, que ajudam as pessoas a entenderem a música de concerto. São importantes para quem faz aula, mas podem ser acompanhadas por todos interessados, já que são feitas de forma lúdica, descontraída e sem linguagem técnica", afirma Galon.

 

 

 Lucas Galon, diretor artístico da Instituição Aparecido Savegnago e responsável pelo roteiro e apresentação das palestras

 

 


A primeira apresentação, que aconteceu no dia 10 de dezembro, abordou os aspectos da "5ª Sinfonia", de Ludwig van Beethoven, contemplando o período clássico dos concertos. Na quinta-feira (17/12), o conteúdo será sobre "O trenzinho do caipira", de Heitor Villa-Lobos, que faz parte do período "moderno", e na sexta-feira (18/12), a palestra será baseada na obra "O carnaval dos animais", de Camille Saint-Saens, que é uma referência do período do "romantismo".

 

"Os temas foram escolhidos de vários momentos da música. Tivemos o clássico de Beethoven e agora teremos o romantismo de Saint-Saens, que é voltado para o universo das crianças, e uma composição do século XX, da modernidade, de Villa-Lobos, que é brasileiro e indicado para um público infanto-juvenil. Contemplamos essas três fases porque são de forma lúdica e de fácil compreensão, abrangendo público e idade de maneira geral", afirma Galon.

 

Instituição Aparecido Savegnago

A Instituição Aparecido Savegnago atende cerca 160 alunos, entre crianças e adolescentes da cidade de Sertãozinho e do distrito de Cruz das Posses, que participam de cursos de violino, violoncelo, viola, contrabaixo, clarinete, flauta, saxofone, trompa, trombone, trompete, violão, teoria da música, canto coral, teatro, dança (balé e jazz), ética e cidadania e artes plásticas, além de saúde da criança, que é realizado por uma psicóloga.

Em 2020, a Instituição Aparecido Savegnago está realizando o Projeto Beija-Flor - ano 3, que foi aprovado por meio do mecanismo de incentivo fiscal do Programa Nacional de Apoio à Cultura, do Governo Federal, via Secretaria Especial da Cultura/Ministério do Turismo, e que também conta com o patrocínio da Rede Savegnago de Supermercados e da empresa Triex.

 

 

Agenda

Palestra de apreciação musical

Dia: quinta-feira (17/12), a partir das 15 horas

Tema: "O trenzinho do caipira" - Villa-Lobos

Dia: sexta-feira (18/12), a partir das 15 horas

Tema: "O carnaval dos animais" - Camille Saint-Saens

Local: Apresentação online pelo canal do Youtube da instituição no link - https://bit.ly/326BmE6

O espetáculo, realizado pela OSRP em parceria com o projeto Live do Amor, ainda terá participação dos coros adulto e infantil, do projeto Tocando a Vida, além de solistas e cantoras consagradas no cenário nacional.

 

 

Está chegando a hora! Com apoio de CDL Ribeirão, SINCOVARP, Lynk Market e Plataforma Varejo+, será realizada neste sábado (19/12), às 20h30, a Live Especial de Natal com a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, sob regência do maestro Reginaldo Nascimento, e com o projeto Live do Amor, do apresentador Anderson Nogueira. O espetáculo, que promete ser o Natal mais emocionante de todos os tempos, ainda terá a participação dos coros adulto e infantil, do projeto Tocando a Vida, dos solistas Cris Modé (mezzo soprano) e Alan Faria (tenor), e das cantoras e convidadas especiais Vanessa Jackson, Francine Moh e Verônica Ferriani, consagradas nacionalmente.

 

A Live Especial de Natal, direto do palco do Theatro Pedro II, será transmitida pelo YouTube por meio dos canais “Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto”, “Anderson Nogueira Apresentador” e “Theatro Pedro II”.

“Ao final de um ano tão marcante na vida de todos, estamos ajudando a proporcionar um momento especial no sentido de refletirmos e valorizarmos os valores do Natal como paz, amor, família, fraternidade, solidariedade e, especialmente, fé e esperança para 2021. O apoio à live também é uma das ações do Natal+Ribeirão, realizado por SINCOVARP, CDL, Plataforma Varejo+ e parceiros”, afirma Paulo César Garcia Lopes, presidente da CDL e do SINCOVARP.

 

Durante a transmissão, o público também poderá ajudar a Orquestra adquirindo ingressos solidários na loja virtual da Sinfônica, no Lynk Market que é o Marketplace oficial da Plataforma Varejo+ para Ribeirão e região.

A Live Especial de Natal é uma realização da Lei de Incentivo à Cultura, por meio de Secretaria Especial de Cultura, do Ministério do Turismo/Governo Federal, junto com a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, por meio da Associação Musical de Ribeirão Preto, e com o projeto Live do Amor. Patrocínios de CDL Ribeirão Preto, SINCOVARP, Lynk Market, Plataforma Varejo+, Grupo WTB, Grupo Maubisa, Golfleet, Madeiranit, Savegnago, Sicoob Cocrelivre, Suprir e Tracan.

 

Apoios de Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Theatro Pedro II, Grupo Núcleo360o, Outback Steak House (Ribeirão Shopping e Shopping Iguatemi), Sucos Prats, Ibis Styles Ribeirão Preto/Braz Olaia, Instituto Ribeirão 2030 e Fundação Santa Lydia.

 

Serviço

Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto e Live do Amor fazem o Natal mais emocionante de todos os tempos!

Data: 19/12 - sábado

Horário: 20h30

Transmissão pelo YouTube, por meio dos canais:

Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto: www.youtube.com/orquestrasinfonicaderibeiraopreto

 Anderson Nogueira Apresentador: https://www.youtube.com/channel/UCaY6oP959GXwWr6rCECdJyQ

Theatro Pedro II: www.youtube.com/TheatroPedroIIRP

 

Transmissão acontece no dia 18 de dezembro, às 19h, nos canais do projeto no Youtube e Instagram

 

Orquestra e Coral acadêmicos do projeto Música Criança e do Centro Cultural Carlos Alberto Nicolau apresentam, na próxima sexta-feira (18), às 19h, um recital pedagógico virtual de encerramento de semestre. A apresentação é gratuita e será transmitida pelos canais do projeto no Youtube (Projeto Música Criança) e Instagram (@musicacrianca).

O intuito do recital pedagógico é mostrar aos pais e a todo o público que acompanha o projeto de formação e aperfeiçoamento musical, o aprendizado desenvolvido durante o semestre.

 

“A apresentação será um pouco diferente este ano, no formato virtual, mas é tão importante quanto todos os outros semestres de forma física. É uma maneira de mostrar a todos o trabalho desenvolvido durante no ano”, explica Ladson Bruno Mendes, coordenador pedagógico do Música Criança.

 

Em 2020, o projeto Música Criança teve que ser adaptado ao ambiente on-line, em cumprimento às normas sanitárias contra a disseminação do novo coronavírus, e vem promovendo ações para democratizar o acesso ao conteúdo que normalmente promove em sala de aula.

 

Hoje o projeto conta com 180 alunos matriculados e oferece aulas gratuitas de canto coral, piano, violino, viola, violoncelo, contrabaixo, clarinete, flauta, trompete, trompa, trombone e tuba.

 

O projeto Música Criança – ano 2 é mantido pelo Pronac – Programa Nacional de Apoio à Cultura, do Governo Federal, via Ministério do Turismo - Secretaria Especial da Cultura, com proponência da empresa Ars Galon e patrocinado pelas empresas: Beira Rio Agroindustrial, Usina Alta Mogiana S/A., Venturoso, Valentini & Cia Ltda. É abrigado no Centro Cultural Carlos Alberto Nicolau, que funciona na Casa do Menor Santa Lúcia, e conta com a parceria da Jóia Fraternal Jorge de Lollo e apoio pedagógico do Departamento de Música da FFCLRP-USP (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto), através de seu núcleo de apoio à pesquisa (NAP-CIPEM).

 

Serviço

Apresentação de final de semestre

Data: 18/12

Horário: 19h

Locais: Canais do Música Criança no Youtube (Projeto Música Criança) e no Instagram (@musicacrianca)

Álbum que lançou a cantora no mercado musical está completando uma década em 2020. As 13 faixas do CD serão interpretadas durante transmissão ao vivo pelo YouTube, neste domingo (8/11), a partir do palco do Theatro Pedro II, às 17h

 

 

A cantora Alessandra Freire está comemorando neste ano de 2020 os 10 anos de seu primeiro CD “Três”, que marcou sua entrada no mercado fonográfico. Direto do Theatro Pedro II, neste domingo (8/11), às 17h,  ela apresenta a live “Três - 10 anos” que será transmitida pelo seu canal do YouTube. O show online contará com a presença dos músicos em palco: Robson Ribeiro (guitarra), Alessandro Machado (violão), Carlito Rodrigues (contrabaixo) e Victor Grili (bateria), que vão acompanhar a cantora e também uma participação especial do compositor Evandro Navarro. A produção do  espetáculo é de Evandro Grili.

A live traz uma novidade possibilitada pela tecnologia: todos os músicos que gravaram o CD em 2010 participarão da apresentação, mas por meio do recurso VS, o Virtual Sampler. Trata-equipamento que consegue armazenar sons de arquivos em formato WAV numa memória digital e que serão reproduzidos simultaneamente à apresentação em palco.

 

Para a Alessandra, fazer 10 anos é sempre uma marca importante e, principalmente, por ser uma data que registra seu retorno à música em definitivo. “Foi o início de tudo. Foi por causa do cd “Três” que as pessoas conheceram a minha voz nas rádios, que eu consegui realizar todos os shows no Theatro Pedro II e em outros palcos. Comemorar 10 anos do CD é completar 10 anos da minha volta para a música e de estar atenta às oportunidades que ela pôde me oferecer depois deste trabalho. É muito bom entender que o “Três” traz, de novo, tudo isso à minha vida”, explica.

A proposta da live é fazer com que as pessoas revivam cada detalhe do momento do lançamento. Até o vestuário da cantora será o mesmo usado há 10 anos.  “Vamos utilizar as imagens dos dois teatros onde tudo começou: o Minaz e Pedro II. A ideia é fazer com que as pessoas voltem, de fato, no tempo”, completa Alessandra.

Todas as músicas do CD original serão interpretadas na live deste domingo. A cantora promete uma mostra dos estilos que vão desde o samba, bossa-nova, ao blues e ao jazz. Os sucessos  “Aguaceiro”, “Aldeia Brasil”, “Cadiquinho”, “Saudade Blues”, “Três” e “Qual explicação?”, além de “Alto Paraíso” e “Pro amor viver”, estão no repertório. “As músicas “Exagerado” - sucesso de Cazuza e Barão Vermelho e o samba “Meu Rio”, composto pela cantora, também serão parte integrante da live.

 

Alessandra Freire

Natural de Ribeirão Preto, Alessandra Freire viveu boa parte de sua vida no Rio de Janeiro, onde descobriu sua paixão pela Bossa-Nova. O talento para o canto surgiu cedo, ainda menina, quando cantava com a mãe e participava de serestas com o avô. No Rio, o dom musical aflorou ainda mais depois de conhecer o trabalho de músicos como Tom Jobim, Elis Regina, Miúcha, Chico Buarque, Nara Leão, entre outros ícones da Música Popular Brasileira.

 

Nos últimos 10 anos, Alessandra Freire apresentou projetos musicais bem diversificados. No ano de 2010, a produção que marcou sua jornada musical foi o lançamento do CD Três, pela Nova Digital Produtora, resultante do encontro da cantora com o compositor Evandro Navarro e o músico Robson Ribeiro. O CD reúne 13 faixas que ilustram o talento de Alessandra Freire para a MPB – todas canções de autoria de Evandro Navarro. O trabalho ficou conhecido principalmente por dois hits que tocaram em diversas rádios do Estado de São Paulo como Duas Palavrinhas e Cadiquinho e apresentaram a cantora para os fãs que hoje acompanham seu trabalho. Outro single que a sintonizou com os fãs através das as rádios foi “Exagerado”, sucesso com Cazuza e Barão Vermelho nos anos 80.

 

Depois do primeiro CD, Alessandra investiu na realização de shows como Todas as Mulheres da Música (2012), Vida (2013), O Rock Virou Bossa (2014), Tudo Junto e Misturado (2015) e Barulhinho Bom (2017), além de várias outras apresentações com interpretações mistas destes trabalhos e participações especiais como no espetáculo de aniversário de Ribeirão Preto, em 2018, sendo uma das artistas convidadas pela Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto.

 

O trabalho da cantora pode ser conhecido por seus canais oficiais na internet:
Facebook: https://www.facebook.com/alessandra.freire.50

Instagram: https://www.instagram.com/alessandra_freire_/,

Youtube: https://www.youtube.com/user/AlessandraFreire3

.

 

Serviço

O que : Live “Três, 10 anos” – com transmissão direto do palco do Theatro Pedro II

Quando: 08/11/2020

Horário: 17h

Transmissão pelo YouTube da cantora

 

27 ago/20

 

O músico e compositor Anddre Mafra lançou seu segundo EP autoral ‘’Octópios’’ em agosto deste ano, contando novamente com a elaboração das artes realizada pelo designer Caique Ferreira.
O trabalho foi escrito e produzido pelo próprio artista de dentro de sua casa durante os últimos meses, tendo em vista a impossibilidade da realização de seu trabalho (assim como o de muitos artistas) devido a atual situação vivida pela pandemia do vírus COVID 19.

 


“ ‘Octopios’ é o meu segundo lançamento, porém o primeiro trabalho em que além das melodias e letras, todo processo de produção fora realizado por mim (desde a gravação, edição, mixagem e masterização), ainda assim contando com a ajuda e apoio de amigos que me orientaram em cada processo, como o produtor de Uberaba Marcos Paulo Guimarães, e da parceria com o designer Caique Ferreira, que foi quem desenvolveu todas as artes mais uma vez. Por mais crítico que eu tenha procurado ser, não foi um trabalho onde visei a perfeição, pois devido a situação atual da pandemia permaneço em casa desde o começo da quarentena. Então este álbum envolveu e continuará envolvendo aprendizado e desenvolvimento pra mim, como produtor e como artista. Devo agradecer imensamente a todos que continuam acreditando em meu trabalho e contribuindo para o meu crescimento enquanto apenas espero que gostem deste lançamento e se cuidem”, relata o músico.

 


“Octópios’’ está sendo lançado na data de 29/08 pela distribuidora Tratore e está disponível nas plataformas digitais.

Mais informações em suas redes de acesso:

 

https://linktr.ee/anddremafra  


www.instagram.com/anddre.mafra


www.facebook.com/anddremaframusic


contatoanddremafra@gmail.com

 
 

 

♪ Duda Beat finaliza o segundo álbum, sucessor de Sinto muito (2018), disco editado há dois anos. A cantora e compositora pernambucana já terminou de gravar as vozes de todas as músicas que compõem o inédito repertório autoral do álbum, previsto inicialmente para ser lançado em 2021.

 

A gravação foi feita no Estúdio Frigideira, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Ainda sem título, o disco foi formatado com as adesões de convidados cujos nomes ainda estão sendo mantidos em sigilo. Uma das músicas é a composição inédita apresentada por Duda Beat em live feita em março.

 

Na rede social em que postou foto da gravação no estúdio carioca, a artista caracterizou o disco e o repertório como “uma mistura de gêneros populares brasileiros e gêneros eletrônicos internacionais”.

 

A julgar por esse conceito, a cantora e compositora – nascida no Recife (PE) em 8 de outubro de 1987 – segue no segundo álbum linha parecida com a do disco anterior Sinto muito, com o qual Duda Beat ganhou projeção nacional ao reprocessar o brega da região pernambucana com beats eletrônicos.

Após escapar temporariamente da aposentadoria para lançar um remix de "What's Love Got To Do With It" com Kygo, Tina Turner voltou em três dias ao primeiro lugar das paradas de sucesso da Billboard. O feito foi revelado pela empresa nesta segunda-feira. A nova versão da música, em parceria com o DJ norueguês, mantém certa similaridade com o gênero disco dos finais dos anos 70. Esta é a segunda vez que Kygo utiliza um hit dos anos 80 com toques de modernidade. A primeira foi com Higher Love, de Whitney Houston, versão que também teve bom desempenho nas paradas. 

 

 

"What's Love Got To Do With It" faz parte do emblemático álbum "Private Dancer", que em 1984 rendeu quatro prêmios Grammy e foi o segundo mais vendido do ano. "Private Dancer" foi o quinto álbum da artista e, durante sua divulgação, Tina Turner falou do abuso físico e psicológico que havia sofrido durante o casamento com o produtor Ike Turner. A música, composta por Graham Lyle y Terry Britten, também deu nome ao filme sobre a vida de Tina Turner, protagonizado por Angela Bassett, em 2003. Aos 80 anos, a cantora estava aposentada da vida artística desde 2013, e atualmente mora na Suíça com o marido, Erwin Bach. Há alguns anos, Tina Turner renunciou à cidadania americana para evitar pagar impostos dobrados.

Com muita energia liberada em explosões de empatia, a banda Kilotones, em parceria com o grupo de barbudos solidários da Bearded Villains Brasil (BV), vai realizar uma live beneficente em prol do Hospital de Câncer de Ribeirão Preto. O show vai rolar no dia mundial do rock, 13 de julho (segunda-feira), a partir das 20h, no Complexo 777 (barbearia, oficina especializada em motos custom, oficina de restauração de carros clássicos e revendedores HD), com transmissão ao vivo pelo canal oficial da banda no YouTube:  (www.youtube.com/Kilotonesoficial).

 

 

Durante a pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), a quantidade de doações para o Hospital de Câncer de Ribeirão Preto diminuiu consideravelmente, e seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), a instituição cancelou todos os eventos em que arrecadaria fundos para manter o tratamento oncológico dos pacientes.

“É um momento difícil, não só para nós como para outras instituições beneficentes, fundações, organizações, e por isso precisamos dessa ajuda. Essa live da Kilotones e da Bearded Villains Brasil, esse apoio que estamos recebendo vem em um ótimo momento.”, afirma a presidente do Hospital de Câncer de Ribeirão Preto, Rose Marques.

 

Guitarrista da Kilotones, o músico JP Barrionovo, fala sobre o histórico da banda e da relação com entidades beneficentes. “A Kilotones já tem uma mensagem nas músicas de empatia, de superação, de união, e sempre fizemos ações em prol de instituições para que realmente a gente não fique só no discurso. Já fizemos ações anteriores em prol do hospital, com um recurso de um show eles conseguiram terminar o Centro Cirúrgico. A importância dessa ajuda é simplesmente poder contribuir para que uma instituição que só faz o bem para outras pessoas possa continuar seu trabalho, e é muito gratificante para nós unir forças com a BV, pra fazer o bem para o próximo”.

 

A irmandade de barbudos, Bearded Villains Brasil, vai comemorar seus cinco anos de existência durante a live e o presente desses membros é a ação social em prol do Hospital de Câncer de Ribeirão Preto. “Nós sempre realizamos uma festa de aniversário e uma ação social para celebrar, mas infelizmente esse ano não foi possível, então quando o JP nos convidou para participar desse projeto, entramos com tudo. Nosso lema é família, lealdade e caridade, então esse ano vamos nos conectar em prol de uma boa causa, vai ser uma grande festa, cada irmão da sua casa podendo celebrar com outro irmão, conectados através da live em prol do Hospital de câncer de Ribeirão Preto”, finaliza o capitão da Bearded Villains Brasil, Reges Vasconcelos.

 

 

Hospital de Câncer de Ribeirão de Preto é uma fundação de direito privado, sem fins lucrativos que realiza pesquisa, diagnóstico e tratamento de pacientes diagnosticados com câncer de mama, câncer de colo de útero e câncer de próstata, desde 1994. Mais informações sobre a instituição podem ser obtidas através do número (16) 3878-9700, ou pelas redes sociais, no Facebook através da página: www.facebook.com/hospitaldecancerribeirao/ ou no Instagram pelo perfil @hospitaldecancerribeirao. A sede da fundação está localizada na Rua Octávio Martins Braga, nº 50 no bairro Residencial Flórida.

 

A instituição também mantém uma vaquinha virtual pela plataforma “Vakinha Online” para arrecadações. As contribuições podem ser feitas através do site, pelo link: http://vaka.me/982143. A doação mínima é de R$ 25 e o doador pode optar por boleto ou cartão de débito ou crédito. 

16 mai/20

Durante a apresentação, que tem início a partir das 17 horas, banda fará arrecadações para as ONGS Hamburgada do Bem e Por1Sorriso, entidades já tradicionais no trabalho de atendimento social

 

Neste sábado (16), a partir das 17h,  o Playnil apresenta a Live ¨Nostalgia¨ pelas plataformas digitais do Facebook e Youtube. A banda comemora 10 anos da formação original com o show projetado direto da casa de dois dos músicos que, são irmãos, vivem hoje em São Paulo, mas estão cumprindo parte da quarentena em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, cidade natal de todos integrantes da banda.

 

A proposta de fazer uma live com mais de três horas de duração surgiu da vontade dos músicos de estarem mais próximos, já que todos mantêm uma grande amizade mesmo morando atualmente em cidades diferentes. Outro motivo foi a saudade de reencontrar os fãs, mesmo que pela internet. Para isso, estão preparando várias ações interativas com o público conquistado ao longo de 10 anos de história.

 

Para os integrantes, que começaram o PlayVinil no auge da adolescência, encontrar com os fãs neste momento em isolamento ou distanciamento sociais é uma forma de reviver a nostalgia dos palcos e do contato com o público – só que desta vez num reencontro online, diante de todo o novo cenário virtual que se configura, bem como a troca imediata que as redes sociais permitem, sem considerar as fronteiras.

 

O grupo preparou um repertório com músicas autorais que marcaram sua trajetória, além de hits de ícones do pop rock que são suas principais influências como as de Maroon 5, Coldplay, Bruno Mars, Cazuza, John Mayer e Djavan, entre tantos outros sucessos. A live  também defende uma ação social para arrecadar fundos e doações para os projetos Hamburgada do Bem e Por1Sorriso, através do PagSeguro  pelo link: https://pag.ae/7W1kFg2hR.

 

O vocalista da banda Pedro Grili diz que a quarentena tem transformado a vida de todos e, neste contexto, a arte tornou-se muito importante – tanto para os artistas, como para o público. Para ele, lives como a deles têm sido muito importantes para garantir a sobrevivência e a sanidade mental das pessoas e ressalta: “elas tem sido fonte de renda para muitos artistas que passam por dificuldades neste momento”.

 

A decisão de produzir um novo show surgiu durante a quarentena, pois os cinco integrantes encontraram na produção musical uma forma de garantirem o equilíbrio emocional que precisaram nos primeiros momentos do distanciamento social previsto por decretos governamentais. A ideia evoluiu e além do apelo social para ONGs de alcance nacional, a banda vai lançar um DVD para selar o reencontro histórico.

 

Cada música que definiram para o repertório, cada doação que já coletaram com a campanha de doações, o apoio de parceiros. Tudo tem tido um significado expressivo para  eles, que estão sem tocar em grandes projetos há três anos, por conta da entrada deles na universidade e das escolhas profissionais que fizeram. “Mas como a música está em nosso DNA, decidimos celebrar a nossa história”, conta o vocalista Pedro Grili. Para ele que hoje é universitário e empresário, a música é parte do cotidiano, independente da quarentena.

 

“Estamos sempre tocando, compondo e expressando nossas emoções”, complementa o baterista Victor Grili, também publicitário e empresário. Ele ainda ressalta que sente saudade do palco, mas que, desta vez, a live vai conectá-los com as pessoas de uma forma diferente.

 

O contrabaixista Davi Lima, hoje estudante de Engenharia de Materiais, explica que a banda irá tocar e conversar ao vivo, relembrando a história, influências e músicas do Playvinil. “Nada terá nada de acústico. Será a banda completa com os instrumentos plugados”, explica.

 

A montagem desta live show contou com apenas um ensaio geral ao vivo  com toda a banda no mesmo local em que acontecerá a live e ainda em momentos de trocas entre os músicos – pela internet e  em alguns poucos ensaios presenciais.

 

Felipe Ribeiro, hoje dentista, comenta que em tempos de covid-19, o que foi prioridade para os músicos, que estão na faixa dos 20 e poucos anos, foi realizar a live com a segurança necessária para não colocar em risco a saúde  de nenhum dos integrantes, nem de seus familiares. “Teremos uma pequena equipe de apoio nos bastidores, apenas para fazer o som acontecer e captar imagens para o DVD”.

 

Toda a montagem do show, tem respeitado as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde), como o devido distanciamento e isolamento sociais indicados pelos decretos e decisões para incentivar as pessoas a ficarem em casa durante a  quarentena. Sobre as mudanças ocorridas entre os integrantes e músicas da banda, Pedro Grili comenta que nestes 10 anos, muita coisa mudou. “Cada um evoluiu no seu caminho profissional e pessoal. Porém, o prazer de tocarmos juntos continua o mesmo”, acrescenta Victor.

 

Ação social

Com caráter beneficente, durante o show, o espaço estará aberto para doações que terão finalidades diferentes: para a Hamburgada, os valores se transformam em novos instrumentos que serão comprados com descontos na loja Guitar Music Shop e doados para o espaço “Estrelas do Rock”, um espaço  que funciona durante o evento Hamburgada do Bem, as crianças podem ter seu primeiro contato com algum instrumento musical. Já as doações para a Por1Sorriso serão revertidas em cestas básicas para as comunidades carentes. A cada 10 cestas, o supermercado Mialich vai doar mais duas”, explica o musico e hoje jornalista, Ezio Jemma.

 

Sobre o PlayVinil

A banda está na estrada desde 2008, mas foi em 2010, que ganhou projeção por conta de shows. Em 2011, teve participação na Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto e lançou o primeiro CD. Depois vieram participações em projetos como Pelas Bandas de Ribeirão da Jovem Pan FM/Nova Digital, o que resultou na abertura de espaços para o seu trabalho em emissoras de  rádios como Diário FM (Ribeirão Preto), Intersom FM (São Carlos) e Clube FM (Rio Claro). Ao todo, mais de 150 municípios já curtem a banda, principalmente as cidades de Bebedouro, Barretos, Catanduva, Taquaritinga, São Carlos, Araraquara, Franca; principais cidades dos nordeste paulista e algumas cidades do Sul de Minas Gerais.

 

Além disso, o PlayVinil  registrou passagens em eventos como o Carnabeirão, Skol Folia, João Rock 2013 e 2015, Barretos 2012/2013, Jaguariúna Country Festival,  apresentações em São Paulo e mais recentemente fez o “Tributo 25 Anos sem Cazuza” no João Rock 2015 e no Pedro II, com casa cheia.

 

O grupo hoje já tem fãs de todas as idades e de várias localidades,. Para conferir o trabalho basta acessar as redes:

Facebook: www.facebook.com/playvinil

Instagram: www.instagram.com/playvinil/

Youtube:  www.youtube.com/channel/UCFrX8DUTPnwbGwhj3DRYihA

27 abr/20

Conheça e reconheça: Floresthá

postado por Anddre Mafra

 

Floresthá é compositora, cantora, palhaça, atriz e produtora cultural ribeirão-pretana, graduada em Artes Cênicas e técnica em Música. E com seu mais recente trabalho, a artista utiliza recursos da música eletrônica e da performance em uma estética contemporânea com referências à ancestralidade, mescladas às composições autorais em sua obra nomeada “Habitat”.

 

O contraponto entre o primário e o cotidiano é o ponto central do trabalho da compositora, que mistura música com performance cênica, poesia e crítica social, num encontro com o feminino. A artista já esteve em festivais como Sonora – Festival Internacional de Compositoras (edição São Carlos e Bauru), Urucum - Festival de Música Autoral de Uberaba, #1 Latina – Encontro de compositoras em Ribeirão Preto, 17º Sarau As Mina Tudo em São Paulo, Mulheres Ocupa no Theatro Pedro II, entre outros.

 

 

 

“Se eu te contar onde mora meu sagrado e o meu profano, meu ancestral - cotidiano, você me deixa cantar? Se eu te mostrar o que me tinge, me rasga e me afaga, você me deixa dançar? Ser selvagem também é ser britadeira, buraco de cidade e eco de cachoeira. Habitat é um convite a sentir o pulso de um coração semente que se descobre floresta.”

 

A artista recentemente se apresentou na Casa das Artes de Ribeirão Preto e junto ao Aloander Oliveira, Leandro Barcellos e Anddre Mafra no projeto Alpendre.zip tem projetado futuras novas circulações para a cena artística local.

 

As novidades e mais informações podem ser encontradas em suas redes sociais:

 

Facebook: https://www.facebook.com/floresthamusic/ 

Instagram: https://www.instagram.com/_florestha/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCWK6Po-LLt_urLw3_Or4P9Q

 

Contato: thaisforesto@hotmail.com