Nesta sexta-feira (5/6), às 17 horas, projeto cultural traz um debate com Amara Moira e DaCota Monteiro durante live no Instagram da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto. O encontro é aberto e gratuito a interessados em literatura, cultura e artes

 

 

A agenda semanal do 40tena Cultural, projeto online que incentiva atividades culturais e interativas promovido pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, apresenta nesta sexta-feira (5/6), às 17 horas, uma live  sobre literatura LGBTQIA+, com a escritora Amara Moira e a youtuber DaCota Monteiro. O encontro online acontece ao vivo pelo Instagram da Fundação (@fundacaolivrorp).

 

 

Amara Moira é professora, feminista, travesti, doutora em crítica literária pela Unicamp e colunista do Mídia Ninja. No ano passado, participou da 19º edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto e deixou sua voz registrada durante o Salão de Ideias, no auditório Meira Junior lotado com um público que veio ouvir e debater sua ideologia e pensamentos. DaCota Monteiro é designer, drag queen performer e tem um canal no YouTube (dacotamonteiro) com mais de 25,4 mil inscritos. Juntas, irão abordar a literatura LGBTQIA+.

 

Tribunal Literário

A agenda do 40ntena Cultural desta semana começou nesta terça-feira (2/6) com o lançamento do Tribunal Literário, realizado ao vivo, pela plataforma Zoom e também transmitido pelo canal da Fundação no Youtube. A atividade, que tem o objetivo de incentivar a leitura, funciona como um julgamento de personagens dos clássicos da literatura.

Nesta primeira edição, a personagem julgada foi Maria Capitolina Santiago, a famosa Capitu, da obra ‘Dom Casmurro’, do escritor Machado de Assis, publicado em 1899. A atividade, coordenada pelo professor de Literatura e Língua Portuguesa e coordenador do Curso de Letras na Centro Universitário Barão de Mauá, André Alselmi, contou com a colaboração de Elaine Christina Mota e Melissa Velludo, que atuaram como advogadas de defesa de Capitu e Bentinho (Bento de Albuquerque Santiago), respectivamente. Mais de 100 pessoas participaram da atividade que puderam, inclusive, votar: defendendo ou julgando Capitu por infidelidade ao marido. Ao final, Capitu foi absolvida e não foi julgada com infiel ao marido, com mais de 80% dos votos da plateia online. O Tribunal Literário será realizado uma vez por mês dentro do 40ntena Cultural, sempre abordando um livro diferente.

 

O projeto
40tena Cultural tem a proposta de incentivar as pessoas a ficarem em casa em função do isolamento e distanciamento sociais decretado nas últimas semanas em combate ao coronavírus (covid-19) e conta com uma agenda semanal com atividades que vão desde lives (vídeos ao vivo em plataformas streaming) com artistas e convidados até contações de histórias para crianças, show, dicas e discussões de livros, entre outras ações.  A agenda de programação do 40tena Cultural está sendo divulgada semanalmente nas redes sociais da Fundação:

Instagram (@fundacaolivrorp)

Facebook (facebook.com/FundacaodoLivroeLeituraRP)

Linkedin (fundacaolivrorp),

Twitter (@FundacaoLivroRP)

Youtube (FeiraDoLivroRibeirao)

Site www.fundacaodolivroeleiturarp.com


Sobre a Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, que foi criada em 2004 inicialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Com o tempo, a Fundação ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividade durante todo o ano. A entidade se mantém a partir do apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos privados e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do Proac.